ATELIÊ ARAÇARI

DSC_1125.jpg
DSC_1019.jpg
Teatro e cartografia do eu 🎭 (1)_edited.jpg

COMO FUNCIONA
O ATELIÊ
ARAÇARI?

Horário de funcionamento: 

Manhã: 07h30 até 12h00

Tarde: 13h00 até 17h30

 

Endereço:

Rua Sinimbu, 1670, 6º andar do Edifício Eberle, Centro de Caxias do Sul (RS).

Informações:

(54) 99962-5177 ou (54) 3196-8541

O que é o ateliê? 


É um espaço que atua no contraturno escolar, estimulando a autonomia, criatividade e o desenvolvimento de habilidades artísticas nas crianças.

O que fazemos?


Na segunda, as ações envolvem a dança e o movimento, já na terça é dia de trabalhar escultura e/ou pintura. A quarta é destinada a fotografia e/ou gravuras. Na quinta, a professora Camila Dengo é responsável por vivências de música e expressão corporal. E para encerrar a semana bem, na sexta é dia de teatro e cartografia do eu com o professor Darlan Gebing. 

Como fazemos?


O dia a dia do Ateliê está estruturado a partir de uma rotina, porém, uma rotina que não segue padrões rigorosos, mas que atua como uma guia, já que acreditamos no processo da escuta afetiva do educador para com a criança e seus desejos.


Iniciamos o dia com uma acolhida seguida de uma roda de conversa descontraída. Nesse bate-papo, reforçamos os combinados em relação aos cuidados com covid-19 (usar máscara regularmente e higienizar as mãos com frequência). Além disso, frisamos a importância de, além do respeito a si próprio, respeitamos os outros e o ambiente que estamos frequentando. Expomos, então, a vivência artística do dia, o livro que leremos e desbravaremos juntos, o horário do lanche e as demais práticas artísticas possíveis de serem trabalhadas.


O contraturno inicia com brincadeiras, já que é por meio delas que as crianças se colocam no mundo enquanto seres sociais. Dessa forma, conhecem umas às outras, interagem.


Cada semana de atividades é pensada a partir de um livro presente na Biblioteca do Instituto de Leitura Quindim e irá cumprir o papel de norteador e de dar sentido às vivências. Por isso, literatura e fazer artístico andam de mãos dadas no Ateliê Araçari.


Ao final do turno, nos reunimos novamente na roda de conversa. Esse momento é de escuta para as atelieristas, que propõe às crianças que compartilhem com o grupo sobre como se sentiram ao longo das atividade para que as futuras vivências continuem respeitando os desejos de cada um.