Instituto Quindim e Ateliê Araçari apresentam a exposição “Traços das Infâncias”


As artes foram desenvolvidas durante a festa de lançamento do Ateliê Araçari. Foto: Lucas Marques.

“Existe espaço no mundo da arte para falar de criação na infância? Será que as experimentações artísticas na infância são relevantes?” Essas e outras questões provocadoras fazem parte das proposições da exposição “Traços das Infâncias”, que está disposta na sala de exposição do Instituto Quindim. As mais de 60 obras (individuais e coletivas) foram criadas por crianças de dois a 12 anos, no lançamento do Ateliê Araçari. A curadoria é da pedagoga Itelvina Prateado e da estagiária Lilo Luchese.


Resultado das propostas do ateliê, a exposição é um convite ao mundo das infâncias. Por meio de diferentes linguagens, expressadas em cada traço, cor, marca, gesto e escolha de material, percebe-se os pensamentos, subjetividades, sentimentos, vivências e olhares muito singulares sobre o mundo e a vida cotidiana de cada criança.

As crianças trabalharam com os mais variados materiais. Foto: Lucas Marques.

Ao experimentarem diferentes materiais, protagonizarem descobertas e materializarem suas obras, as crianças (re)criam com intencionalidade, são autoras de suas experiências individuais e coletivas. Posicionando-se enquanto seres pensantes, críticos, que avaliam o mundo, elas tomam decisões e deixam suas marcas, também convidando os adultos a repensarem seus valores e suas concepções.


Abarcando uma diversidade de expressões, a exposição já pode ser visitada nas quintas, sextas e sábados, das 12h às 18h. O Instituto Quindim está localizado na Rua Sinimbu, 1670, 6º andar do Edifício Eberle, Centro de Caxias do Sul.




LEIA TAMBÉM

NATAL LITERÁRIO SOLIDÁRIO: Acolha o sonho de uma criança

Conheça o Ateliê Araçari, novo projeto do Instituto de Leitura Quindim

Instituto de Leitura Quindim recebe palestra com Manuela D'Ávila