Marie-Aude Murail e Suzy Lee são as vencedoras do Prêmio Hans Christian Andersen 2022


Marie-Aude Murail e Suzy Lee foram anunciadas como as ganhadoras da honraria ontem (21).

A escritora Marie-Aude Murail (França) e a ilustradora Suzy Lee (Coreia do Sul) foram anunciadas como as vencedoras do Prêmio Hans Christian Andersen 2022, considerado o Nobel da literatura infantil. O anúncio foi feito ontem (21) pela International Board on Books for Young People (IBBY), responsável pela entrega da honraria.


Presidente do Júri de 2022, Junko Yokota (amiga do Instituto Quindim) destacou que os critérios para a escolha dos vencedores passam desde a qualidade estética e literária até o que de há novo para a literatura e para os leitores nas obras dos candidatos. Também foi destacado a capacidade do escritor/ilustrador ver o ponto de vista da criança e de ampliar sua curiosidade, além da contínua relevância das obras.


Conheça mais sobre as vencedoras:


Marie-Aude Murail

Marie-Aude Murail (França)


A escritora tem quase uma centena de livros escritos para crianças e adultos. É aclamada na França e no exterior por seus romances com personagens memoráveis. Estudou literatura na Universidade de Sorbonne, onde sua tese de doutorado foi sobre a adaptação de romances clássicos para jovens leitores. Em 1987, foi publicado seu primeiro romance infantil, Mystère (Mistério), e a partir daí dedicou-se a escrever para crianças e jovens. Segundo os organizadores do prêmio, Marie-Aude tem o dom de criar personagens que tenham um vínculo especial com o leitor.


Suzy Lee

Suzy Lee (Coreia do Sul)


Nascida em Seul em uma casa cheia de arte e livros, Suzy estudou pintura na Faculdade de Belas Artes da Universidade Nacional de Seul e após a formatura começou a ilustrar romances infantis. Durante os estudos no Camberwell College of Arts no Reino Unido, ela levou um rascunho de seu projeto de mestrado, Alice no País das Maravilhas, para a Feira do Livro Infantil de Bolonha e foi publicado pela Edizioni Corraini, em 2002.


Na 'Trilogia Fronteira', Suzy cria três histórias sem palavras que compartilham o centro físico do livro e a encadernação acaba atuando como uma fronteira entre fantasia e realidade. Recentemente, fundou a editora independente 'Hintoki Press' para publicar seus próprios trabalhos experimentais inspirados em antigos contos folclóricos coreanos. Os livros ilustrados sem palavras de Suzy Lee foram reconhecidos como inovações literárias e estéticas únicas.


Volnei Canônica, Roger Mello e Suzy Lee, que está segurando o Rinoceronte Quindim.

A Biblioteca Quindim contêm cinco obras de Suzy Lee: "This Beautiful Day", escrito por Richard Jackson e ilustrado por Suzy (obra em inglês); "The Revenge of The Rabbits", ilustrado por Suzy (obra em coreano); o "Espelho" e a "Onda" livros sem palavras e publicados no Brasil pela Companhia das Letrinhas, além da obra "A tela de Yulu", escrito por Cao Wenxuan (Ganhador do HCA em 2016), com ilustrações de Suzy Lee e publicado no Brasil pela editora Cai-Cai. Obras disponíveis para retirada pelos associados.


A premiação e o Brasil


Criado em 1956, o Prêmio Hans Christian Andersen é considerado uma das principais honrarias do mundo literário. Na edição de 2014, o vice-presidente do Instituto Quindim, Roger Mello, recebeu a honraria. Lygia Bojunga (1982) e Ana Maria Machado (2000) são outras representantes brasileiras no hall de vencedores do prêmio.


Quer saber como funciona o Prêmio HCA? Ouça a entrevista do Quindim Entrevista com a presidente do prêmio, Junko Yokota, AQUI.



LEIA TAMBÉM

Veja a lista completa dos escritores e ilustradores que concorreram ao Hans Christian Andersen 2022

Instituto Quindim promove curso online sobre as origens da literatura infantil

Matrículas para o Ateliê Araçari já estão abertas