• Alessandra de Cassia Passarin

MULHERES ARTISTAS: DAS LACUNAS AOS ESPAÇOS OCUPADOS NA ARTE NOS SÉCULOS XX e XXI


Cartaz da exposição "Frida Kahlo: Conexões entre mulheres surrealistas no México”


O mês de agosto está cheio de novidades! Uma delas é o curso online ministrado pela professora Dra. em Artes Visuais Silvana Boone que busca promover o debate sobre o protagonismo feminino na arte brasileira e em nível mundial. É uma possibilidade para todos que têm interesse na arte produzida pelas mulheres ao longo dos dois últimos séculos.

Em quatro encontros, nas manhãs dos sábados de agosto, o curso irá abordar: mulheres artistas no século XX: protagonismo em ascensão; mulheres artista no Brasil: um panorama do Modernismo à Arte Contemporânea; mulheres artistas na Arte Contemporânea: lugares em ocupação; feminismo na Arte Contemporânea: mulheres radicais.


"O curso vai ampliar o reconhecimento do espaço das mulheres no contexto da história da arte e da arte contemporânea, um espaço majoritariamente ocupado pelos artistas homens, ou pelo menos, assim divulgado. Não se trata de um posicionamento feminista, mas uma constatação sobre o quanto as mulheres produziram nos últimos 120 anos e que, por convenções datadas, ficaram à margem." Silvana Boone

Foto: #GuerrilhaGirls


Conforme explica Silvana, “A arte sempre esteve presente na vida das mulheres, pois elas produziram assim como os homens”. Devido a todo o contexto histórico e social, suas ações nunca foram notadas por todos da mesma maneira. “A partir do século XX, o posicionamento das mulheres foi mudando e aos poucos, elas foram conquistando o seu lugar de direito na arte, mesmo que só agora esse lugar seja destaque nas publicações e no contexto contemporâneo. O movimento feminista na arte faz parte das mudanças necessárias para que a produção das mulheres seja vista sob o mesmo ângulo que a dos homens”, afirma Silvana.

Silvana não é adepta do termo “empoderamento feminino”, pois leva consigo a crença de que as mulheres sempre foram poderosas e empoderadas, e sendo assim, essa expressão remete ao que sempre foi feito por elas. Desta forma, ela reforça que a arte pode ser considerada o reflexo de um contexto ou de um determinado período e, neste sentido, é um espaço destinado ao âmbito profissional das mulheres. Silvana ressalta “Acredito no resgate do lugar de direito, nada além do que sempre foi, mas que durante muito tempo, não se manifestou como potência, por forças maiores”.


Profa. Dra. Silvana Boone / Foto: Edson Correa


"Gosto de pensar que teríamos uma história da arte diferente se as mulheres tivessem escrito essa história junto com os homens historiadores." Silvana Boone

Existem diversas ramificações das quais as mulheres fazem parte, inclusive muitas artistas são referências até os dias atuais. Como exemplo, Silvana pontua “A fotografia foi uma linguagem explorada pelas mulheres, mas só há pouco tempo algumas fotógrafas tiveram reconhecimento, tais como Julia Margaret Cameron, no século XIX”. Além disso, ela também busca destacar mulheres artistas com obras e trabalhos muito significativos, mas que tiveram suas carreiras ofuscadas pelos seus pares ou artistas homens. “Frida Kahlo, durante muito tempo, ganhou notoriedade, mais por ser esposa de Diego Rivera do que por ser artista. Georgia O’Keefe ficou à sombra de Alfred Stieglitz durante anos, enquanto ele impunha a ela o lugar de musa e não de artista. No Brasil temos Anita Malfatti, que foi um destaque revolucionário do modernismo brasileiro, mas teve sua carreira empobrecida por conta de uma crítica ácida de Monteiro Lobato. E na arte contemporânea, parece que as lacunas vão sendo preenchidas, com artistas mulheres conquistando espaço e mercado, gradativamente, tais como Cindy Sherman e Adriana Varejão, no Brasil”, afirma Silvana.


Silvana Boone é professora, pesquisadora e curadora na Universidade de Caxias do Sul (UCS), Doutora em Artes Visuais (IA/UFRGS), Mestre em Comunicação e Semiótica (PUCSP), Especialista em Artes Visuais (UCS) e Licenciada em Educação Artística (UCS).


O QUE?

Curso Online - Mulheres Artistas: das Lacunas aos espaços ocupados na arte nos séculos XX e XXI

Ministrante: Profa. Dra. Silvana Boone


Conteúdo:

  • Mulheres artistas no século XX: protagonismo em ascensão

  • Mulheres artista no Brasil: um panorama do Modernismo à Arte Contemporânea

  • Mulheres artistas na Arte Contemporânea: lugares em ocupação

  • Feminismo na Arte Contemporânea: mulheres radicais


QUANDO?

08, 15, 22 e 29 de agosto (sábados) das 9h às 11h30.

Duração de cada aula: 2 horas e 30 minutos.


QUANTO?

R$ 180,00 público geral

R$ 150,00 para conveniados (Sindiserv, Senalba e Sinpro) e ex-aluno de cursos do Instituto Quindim

R$ 50,00 por aula avulsa


Inscrições pelo link: https://bityli.com/CMsA0


Mais informações sobre o curso, entre em contato com o Instituto de Leitura Quindim.


INSTITUTO DE LEITURA QUINDIM

©2020 por Instituto de Leitura Quindim