Saiba mais sobre os convidados do Quintal da Língua Portuguesa

Atualizado: Fev 9


Ondjaki, Cida Pedrosa e Afonso Cruz abrem programação

O escritor angolano Ondjaki, a poeta brasileira Cida Pedrosa e o autor português Afonso Cruz são os primeiros convidados do Quintal da Língua Portuguesa. O projeto promoverá, ao longo de 2021, encontros online com autores, estudiosos e leitores do idioma para discutir obras de ficção e as interfaces culturais e artísticas nos países que falam português.


A iniciativa é uma realização do Instituto de Leitura Quindim (Brasil), em parceria com o Bichinho do Conto (Portugal) e a Kacimbo Produção Cultural (Angola). Os encontros serão realizados no segundo sábado de cada mês. Para se inscrever, é só CLICAR AQUI.


Para entrar no clima do Quintal e conhecer um pouco mais dos nossos primeiros painelistas, preparamos um pequeno perfil de Ondjaki, Afonso Cruz e Cida Pedrosa. Confira:


ONDJAKI (ANGOLA)


Primeiro painelista do Quintal da Língua Portuguesa, Ondjaki nasceu em Luanda, capital angolana, em 1977. Escritor e poeta, tem obras traduzidas para vários idiomas, como francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sérvio, sueco e polonês. É autor, entre outros, de “E se amanhã o medo” (2005), “AvóDezanone e o segredo soviético” (2008) e “Os Transparentes” (2012).


Ao longo de sua trajetória, já recebeu inúmeros reconhecimentos, com destaque para os prêmios Sagrada Esperança (Angola, 2004), Antônio Paulouro (Portugal, 2005) e Jabuti (Brasil, 2010). Além de já ter sido três vezes finalista do Prêmio Portugal Telecom (hoje chamado de Prêmio Oceanos), conquistou o Prêmio FNLIJ em três oportunidades: 2010, 2013 e 2014. Também foi agraciado com o Grinzane for Africa Prize - Young Writer (Etiópia/Itália, 2008) e com o Prêmio José Saramago (2013) e com o Littérature-Monde (França, 2016).


AFONSO CRUZ (PORTUGAL)


Afonso Cruz nasceu em Figueira da Cruz, Portugal, em 1971. Escritor, ilustrador, cineasta e músico, estudou na Faculdade de Belas Artes da Universidade de Lisboa e no Instituto Superior de Artes Plásticas de Madeira. Com mais de 30 livros publicados, é autor de “Os livros que devoraram meu pai” (2010), “Para onde vão os guarda-chuvas” (2013) e “Nem todas as baleias voam” (2016). Será o convidado de março do Quintal da Língua Portuguesa.


Recebeu inúmeras honrarias ao longo da carreira: Prêmio Literário Maria Rosa Colaço (2009), Grande Prêmio de Conto Camilo Castelo Branco (2010), Prêmio SPA/RTP (2011), Prêmio Nacional de Ilustração (Portugal, 2011 e 2013), Prêmio da União Europeia de Literatura (2012), Prêmio Time Out de Melhor Livro do Ano (2012), Prêmio Sociedade Portuguesa de Autores (2013) e Prêmio Fernando Namora (2015), entre outros. Atualmente mora no Alentejo, em Portugal. Seus livros foram traduzidos para mais de 20 idiomas.


CIDA PEDROSA (BRASIL)


Painelista de abril, Cida Pedrosa é pernambucana de Bodocó e tem 57 anos. Poeta, advogada e vereador do Recife, conquistou o Prêmio Jabuti de Livro de Poesia e Livro do Ano, em 2020, por “Solo para vialejo”. Tem participação em antologias de poemas no Brasil e no exterior.


Começou a carreira literária nos anos 1980, com a publicação da coletânea de poesias “Restos do fim” (1982). Também é autora de “O cavaleiro da epifania” (1986), “Cântaro” (2000), “Gume” (2005), “As filhas de Lilith” (2009), “Miúdos” (2011), “Claranã” (2015) e “Gris” (2018). Já foi selecionada para o Prêmio Oceanos em duas oportunidades e teve poemas adaptados para o audiovisual.


Leia também:

QUINDIM ENTREVISTA: BETO BIGATTI E ILAN BRENMAN FALAM SOBRE PATERNIDADE

FREQUENTADORES DO INSTITUTO QUINDIM GANHAM NOVA OPÇÃO DE ATIVIDADE EDUCATIVA

INSTITUTO DE LEITURA QUINDIM

CNPJ 31.881.967/0001-53

R. Sinimbu, 1670 - 6º andar - Centro - Pátio Eberle - CEP 95020-001

Caxias do Sul - RS, Brasil

©2020 por Instituto de Leitura Quindim