• Alessandra de Cassia Passarin

UMA NOVA FORMA DE SUSTENTABILIDADE PARA O HANDMADE - FEITO À MÃO!


Evento Le Marché Chic | Foto: Rafael Sartor


Devido a situação atual, muitas marcas e entidades estão buscando alternativas digitais para alcançarem o seu público. O modelo de trabalho remoto exige resiliência e possibilita que as atividades continuem sendo realizadas de maneira alternativa, o que torna o processo desafiador, pois trata-se de caminhos a serem descobertos e que podem trazer resultados a curto, médio ou longo prazo.


Um exemplo é o da idealizadora da feira Le Marché Chic e sempre antenada nas novidades, Luciana Alberti. Lulu, como é bastante conhecida, sentiu a necessidade de procurar novas opções para continuar com o seu trabalho e por isso converteu o seu projeto ao meio virtual, através de um aplicativo. A ideia para a plataforma surgiu da necessidade de continuar apoiando artistas e marcas autorais. O APP LE MARCHÉ CHIC foi pensado inicialmente para 2021. Mas Lulu resolveu adiantar o projeto devido ao cancelamento das feiras presenciais causadas pela pandemia provocada pelo coronavírus.


Fonte: Google Play


"O que eu mais estou curtindo é ver de perto cada produto das marcas, o que eu não tinha tempo na feira presencial. Estamos sempre renovando o APP com novos produtos." Luciana Alberti

A respeito da adaptação das artesãs e artesãos de diferentes idades ao uso da tecnologia, Lulu comenta que o aplicativo é intuitivo e fácil de usar. Segundo ela, sua preocupação gira em torno da estagnação do mercado. “Ainda é uma sementinha que estou plantando. Comecei com 8 marcas no Le Marché Chic. São 4 anos de estrada, mais de 500 marcas passaram pelo evento. Não é de uma hora pra outra que temos resultados. É preciso persistência”, afirma.


Lulu Alberti | Foto: Rafael Sartor


"Por que comprar do pequeno? Eu sempre tive contato e amor pelo handmade. É único, exclusivo e feito com amor. Não é produção em grande escala. Não tem trabalho escravo. É puro afeto. O pequeno trabalha em pequena escala, tem mais cuidado no produto, tem criação de verdade. Tem alma, tem gente de verdade por trás da marca. No meio dessa pandemia o grande sobrevive, tem capital. O pequeno não. Precisa de nosso apoio." Luciana Alberti

Dentro desse novo modelo de negócio, Lulu acredita que pode seguir no cenário pós-pandemia, tendo em vista que as vendas e o e-commerce chegaram com muita força e estão cada vez mais presentes no cotidiano das pessoas. Mas apesar de surgirem diversas possibilidades que tornam o processo mais dinâmico e moderno, “Nada substitui o contato direto com os artistas. Nunca vai substituir as feiras presenciais”.


Desde 2019 o Le Marché Chic procurou o Instituto de Leitura Quindim para ser parceiro. Luciana sempre buscou nas feiras um espaço para crianças que fosse semelhante ao conceito do Le Marché Chic. “Acho espaço kids desnecessário, pula pula, enfim. A leitura e o envolvimento das crianças com autores, com as ilustrações, contação de histórias é muito mais afetivo. É o que eu busco pro meu negócio. O QUINDIM é isso, meu lado kids! Low profile”, afirma Lulu.


Convite para o evento Le Cirque Marché Quindim | Ilustração: Mariana Massarani

O Instituto já participou duas vezes da feira, oferecendo um espaço de leitura com livros de qualidade, exposição de artistas de diferentes países e produtos da loja Quindim. Os pais encontraram um espaço com atividades literárias para as crianças e puderam percorrer a feira mais tranquilos a fim de conhecer os inúmeros expositores e produtos que o evento Le Marché Chic oferece.

Além disso, Volnei Canônica e Lulu Alberti também concretizaram juntos o Le Cirque Marché Quindim, um evento com programação cultural artística para crianças e adultos, realizado em Caxias do Sul, no Pátio Eberle – sede do Instituto Quindim e local onde acontece a feira idealizada por Lulu.


Evento Le Cirque Marché Quindim | Foto: Rafael Sartor


Criada em Caxias do Sul, a feira de moda, arte e design idealizada por Luciana Alberti busca evidenciar o trabalho de artesãos e pequenos empreendedores. Com influências da cultura francesa em seu nome, o Le Marché Chic traz como objetivo oferecer aos expositores a oportunidade de ganhar visibilidade e crescer com sua marca autoral.

Por sua vez, a feira já ficou conhecida em diferentes locais do Sul do Brasil por demonstrar a força do trabalho autoral, feito à mão. Desde o ano de 2016, o projeto faz parte do calendário cultural da Serra Gaúcha e conta com um total de 25 edições, realizadas no litoral do Rio Grande do Sul e em Santa Catarina.


O APP LE MARCHÉ CHIC está disponível na Play Store e na App Store:

https://play.google.com/store/apps/details?id=com.bipp.lemarchechic

https://apps.apple.com/br/app/le-march%C3%A9-chic/id1508136500


INSTITUTO DE LEITURA QUINDIM

©2020 por Instituto de Leitura Quindim