CLÉO BUSATTO: conheça obras da autora que chegam para compor a biblioteca do Instituto Quindim


Cléo Busatto é uma escritora conhecida nacional e internacionalmente.

A cada semana, o Instituto de Leitura Quindim (ILQ) recebe inúmeros livros que contam as mais variadas histórias. Têm obras que exploram o emocional, a diversão, a relação entre pais e filhos, as descobertas que o crescer proporciona e muitas outras relações que são comuns na vida de adultos e crianças. Hoje, apresentamos para vocês uma coletânea e mais dois livros da escritora Cléo Busatto, reconhecida nacional e internacionalmente, que tratam de muitos desses sentimentos.


A escritora Cléo Busatto. Foto: Divulgação.

Como destaca em seu site oficial, Cléo se considera uma artista da palavra, sendo autora de 34 obras. Seja na literatura para crianças e jovens, ou em livros teóricos sobre oralidade e mídias, Cléo deixa uma nova marca a cada obra que escreve. Suas obras já venderam cerca de 340 mil exemplares e são produções que fazem parte de programas de leitura e catálogos internacionais, como o da Feira do Livro Infantil de Bolonha (Itália). A escritora também gosta de levar a literatura através da voz, pois já contou histórias para mais de 150 mil pessoas em 191 municípios do Brasil e do exterior. Ela também ministrou oficinas e palestras com temas como narração oral, leitura e literatura.


Conheça as obras:


Obra ilustrada por Mateus Rios.

“Quatro histórias de amor para pequenos leitores”, escrito por Cléo Busatto e ilustrado por Mateus Rios (CLB Produções): quatro narrativas que parecem distintas, mas que possuem uma forte conexão. Esse é o contexto da obra que, segundo a autora, apresenta histórias de amor entre pessoas, natureza e vida. As personagens andam pelo mundo, se encontram, se apoiam, brincam e seguem juntas. Cléo pontua que os textos são como "road movies" (narrativas de viagem sem ser turística, mas que trazem ensinamentos). São encontros e desencontros, verdades e ilusões, afetos e desenganos.


Ilustrado pelo artista Fê.

"Histórias que eu gosto de contar”, escrito por Cléo Busatto e ilustrado pelo artista Fê (CLB Produções): a obra é composta por recontos de narrativas da tradição oral. Os textos têm uma função específica: falar a leitores, a contadores, a professores, a mediadores e agentes de leitura, a pais e a todos que se interessem por contos de culturas diversas, porque nelas convivem vozes e sentidos a enriquecer repertórios e imaginação. Os contos presentes são: As oito fadas (Coréia do Norte), Flor da Lua (Japão), Elal, o criador dos Tehuelches (Argentina), Kintu e Nambi (Uganda), O gigante que não podia morrer (Brasil), Paulino, o destemido (Itália) e Os sete corvos (Alemanha).


A coletânea é formada por 5 obras.

Coletânea “Os Minúsculos”, escrita por Cléo Busatto e ilustrada por Verônica Fukuda: composto por cinco obras que elucidam a complexidade da alma humana e valorizam a formação da consciência pessoal, a partir da reflexão das situações cotidianas. “O encontro”, “O malabarista”, “O tolinho”, “A vergonha” e “A paquera” falam com as crianças de que é possível crescer livre de preconceitos e juízos equivocados nas relações pessoais. Todas as obras atuam como representação dos valores mais positivos a serem seguidos pelos seres humanos, como a amizade, a lealdade, a confiança e a solidariedade. Ao promover a reflexão e a compreensão desses valores, as narrativas mostram que é possível construir uma sociedade com pessoas mais justas, proativas e verdadeiras.


Todos os livros já estão disponíveis para retirada pelos associados na biblioteca do Instituto de Leitura Quindim.


Como funciona para se tornar associado da Biblioteca? Ao se cadastrar presencialmente no Instituto, cada família ganha o direito de levar para casa até 15 livros por 15 dias. O cadastro tem uma colaboração anual de R$20,00 (dependendo da situação socioeconômica, a taxa é isenta).


O Instituto fica na Rua Sinimbu, 1670, 6º andar do Edifício Eberle, centro de Caxias do Sul (RS). Os dias e horário de atendimento são nas quintas-feiras, sextas-feiras e sábados, das 12h às 18h. Estão sendo seguidos os protocolos de prevenção contra a covid-19 para receber todos em segurança. A utilização de máscara facial e álcool em gel é obrigatória.




LEIA TAMBÉM

BIBLIOTECA: Livros sobre os povos originários e histórias afro-brasileiras chegaram ao Instituto

DIÁLOGOS & PERCURSOS: debates sobre educação ocupam o Instituto Quindim

Instituto de Leitura Quindim gera engajamento cultural além-fronteiras