Com Roger Mello na disputa, anúncio do Prêmio ALMA será transmitido pela internet


Em 2014, Roger Mello ganhou o Prêmio Internacional Hans Christian Andersen. Crédito: Divulgação

O anúncio oficial do Astrid Lindgren Memorial Award 2021 (ALMA) será transmitido ao vivo pela internet, no site www.alma.se. A cerimônia será realizada na próxima terça (30), às 13h no horário da Suécia (9h em Brasília), direto da biblioteca TioTretton, no centro cultural Kulturhuset Stadsteatern, em Estocolmo.


O escritor e ilustrador Roger Mello, vice-presidente do Instituto Quindim, é o único brasileiro na lista de 262 finalistas, que inclui alguns dos mais importantes criadores de literatura infantil e juvenil do mundo, bem como promotores de leitura. A premiação será apresentada pelo colunista cultural sueco Stefan Ingvarsson e contará com a presença da ministra da Cultura e Democracia da Suécia, Amanda Lind, e do presidente do júri Boel Westin.


Outros oito latino-americanos concorrem ao prêmio. São eles: María Teresa Andruetto (Argentina), Jorge Lujan (Argentina), María Wernicke (Argentina), Pablo Bernasconi (Argentina), Yolanda Reyes (Colômbia), Ivar da Coll (Colômbia), Silvia Castrillón Zapata (Colômbia) e Julia Álvarez (República Dominicana).


Cinco organizações do continente também foram indicadas: Centro de Difusión e Investigación de Literatura Infantil y Juvenil (Argentina), Proyecto Gulliver (Colômbia), Biblioburro, Luis Sorrano (Colômbia), Biblioteca Infantil y Juvenil (República Dominicana) e Biblioteca Alemana Nicaragüense y el “Bibliobús Bertolt Brecht” (República Dominicana).


Organizado pelo Conselho de Artes da Suécia desde 2002, o ALMA é entregue a autores, ilustradores, contadores de histórias orais e promotores de leitura para reconhecer o mais alto grau de excelência artística. A cada ano, mais de 200 candidatos do mundo todo são indicados.


Lygia Bojunga foi premiada em 2013

A atual vencedora é a ilustradora sul-coreana Baek Heena, autora de 13 livros ilustrados populares em todo o continente asiático. A distinção veio para a América Latina em duas oportunidades: em 2004, a escritora brasileira Lygia Bojunga foi laureada; já em 2013, foi a vez da escritora, ilustradora e cantora argentina Isol Misenta, que já participou de live no projeto Quindim Entrevista, em abril do ano passado, falando sobre a ilustração como manifestação do pensamento (CLIQUE AQUI para ouvir no Spotify).


Ganhador do Prêmio Hans Christian Andersen em 2014, considerado o Nobel da Literatura Infantil, Roger Mello tem mais de 100 títulos publicados (22 dos quais ele também escreveu), 10 prêmios Jabuti na bagagem e exposições internacionais em países como Peru, México, Rússia, Itália, Alemanha, China e Japão. Seu estilo único e hábil senso de cor continuam a expandir os limites da ilustração de livros infantis. Mello também ganhou três prêmios Luis Jardim do IBBY e o Prêmio Internacional de Melhor Livro Infantil de 2002.


Leia também:

Campanha “Vacina Já!” é destaque no Jornal Pioneiro

QUINDIM NO YOUTUBE: 3 atividades lúdicas para fazer em casa, com as crianças