Ricardo Azevedo é o convidado de agosto do Quintal da Língua Portuguesa


Ricardo Azevedo, escritor e ilustrador paulista, é o convidado da edição de agosto do Quintal da Língua Portuguesa, que acontece no dia 14 de agosto, de forma online, a partir das 14h (Brasília) / 18h (Lisboa e Luanda) / 19h (Maputo). O projeto do Quintal, para quem não sabe, é uma iniciativa internacional que promove encontros virtuais com autores, estudiosos e leitores para discutir obras de ficção e as interfaces culturais e artísticas nos países que falam o idioma.


ADQUIRA SEU INGRESSO AQUI


Com mais de 100 livros publicados para crianças e jovens, Azevedo tem paixão pela cultura popular brasileira. Vários de seus livros abordam formas literárias sobre as raízes dos contos populares, mais especificamente dos contos maravilhosos e de encantamento, quadras, adivinhas. “No meio da noite escura tem um pé de maravilha!”, “Contos de enganar a morte” e “Armazém do folclore” são alguns exemplos das influências da cultura popular na literatura infantil.


Esse interesse pelas questões relacionadas à cultura popular remete à infância de um menino criado entre os livros do pai, professor universitário, dedicado às questões sociais do Brasil. As histórias do escritor têm como tema central as discussões sobre a existência de diferentes pontos de vista.


Outras obras conhecidas são “Um homem no sótão”, “A casa do meu avô”, “Aula de carnaval e outros poemas”, “Histórias de bobos, bocós, burraldos e paspalhões”, “O livro das palavras”, “O sábio ao contrário”, “Feito bala perdida e outros poemas”, “O leão da noite estrelada” e muitos outros.

Ganhador do prêmio Jabuti pelos livros “Alguma coisa”, “Maria Gomes”, “Dezenove poemas desengonçados”, “A outra enciclopédia canina”, “Fragosas brenhas do mataréu”, tem obras publicadas na Alemanha, Portugal, México, França e Holanda e textos em coletâneas publicados na Costa Rica.


Bacharel em Comunicação Visual pela Faculdade de Artes Plásticas da Fundação Armando Álvares Penteado e Doutor em Letras pela Universidade de São Paulo, Azevedo também professor convidado em cursos de especialização em Arte-Educação e Literatura. Tem dado palestras e escrito artigos, publicados em livros e revistas, abordando problemas do uso da literatura de ficção na escola.

Sobre o Quintal


O Quintal da Língua Portuguesa é uma realização do Instituto de Leitura Quindim (Brasil), em parceria com o Bichinho de Conto (Portugal), Kacimbo Produção Cultural (Angola) e Associação Literária Kulemba (Moçambique). Os encontros são realizados no segundo sábado de cada mês, pela internet.


Criado em 2011, no Rio de Janeiro, por um grupo de artistas, dentre eles os membros fundadores Edna Bueno, Lucília Soares, Ninfa Parreiras, Ondjaki e o presidente do Instituto Quindim, Volnei Canônica, o Quintal retomou seus encontros em 2021 para conversar sobre a relação de cada convidado com a língua portuguesa, explorando o fazer literário e a arte.


A curadoria conta com o time original, além da portuguesa Mafalda Milhões e o moçambicano Danny Wambire. A logomarca do projeto foi criada pelo premiado ilustrador pernambucano André Neves. Os encontros têm duração média de duas horas e são realizados pela plataforma Zoom. Os participantes recebem certificado emitido pelo Instituto de Leitura Quindim.


Para participar, o investimento é de R$ 50 para o público em geral e R$ 25 para conveniados (Senalba, Sinpro, Sindiserv Caxias, Rede Caminho do Saber e ex-alunos dos cursos do Instituto Quindim), mediante solicitação de desconto no e-mail institutodeleituraquindim@gmail.com.



LEIA TAMBÉM:

Instituto de Leitura Quindim celebra Dia Internacional da Mulher Negra Latino-Americana e Caribenha

Escola Municipal Santa Lúcia promove trabalhos inspirados na campanha Vacina Já!