VINICIUS TERRA: conheça o primeiro convidado do Quintal da Língua Portuguesa em 2022


Vinicius é músico e professor de português e literatura. Foto: João Carlos Rocha.

Após uma temporada de sucesso em 2021, com inúmeras trocas entre artistas e apaixonados pelas singularidades do nosso idioma, o Quintal da Língua Portuguesa está de volta e com um convidado especial: o músico e professor de português e literatura Vinicius Terra (Brasil). O encontro será no dia 19 de fevereiro, a partir das 14h (Brasília) / 17h (Lisboa) / 18h (Luanda) / 19h (Maputo). A transmissão será via plataforma ZOOM, como já era realizado na temporada anterior. O público interessado deve adquirir o ingresso neste LINK. O valor do ingresso é de R$50,00 para público em geral e R$25,00 para conveniados (Senalba, Sinpro, Sindiserv Caxias, Rede Caminho do Saber e ex-alunos dos cursos do Instituto Quindim), mediante solicitação de desconto no e-mail institutodeleituraquindim@gmail.com.


Nascido e criado entre os limites de Pavuna e São João de Meriti, localidades do Rio de Janeiro, Vinicius pode ser considerado uma daquelas pessoas que pega as adversidades da vida e as transforma em vitórias. Por meio da música e do ensino, Terra utiliza dos ensinamentos dessas dificuldades para lidar com questões sociais e torná-las em arte. Na vida de rapper e professor, o artista promove, há mais de 10 anos, um trabalho que visa a união e fortalecimento entre nações que falam o português.


ADQUIRA O INGRESSO AQUI


“Debater sobre a língua portuguesa e seus rumos no mundo hoje, nos conectando aos nossos irmãos e irmãs do mesmo idioma é também um ato de descolonização da própria língua. É uma forma de encontrar aquilo que se perdeu na travessia do Atlântico para reconstituir (e reconstruir) a nossa própria história. É uma nova forma de valorizar o idioma em si, mas estimulando a consciência acerca de uma Nova Lusofonia”, destaca Vinicius ao comentar sobre a importância da língua portuguesa ser valorizada.


Terra é criador do conceito “Rap Lusófono”, pelo qual promove palestras e workshops. Um dos resultados desse projeto é o “Versos que Atravessam o Atlântico”, registro musical com artistas do Brasil, Portugal e África Lusófona (países do continente Africano que tem o português como um de seus idiomas). Assista ao projeto no vídeo abaixo:



Entre 2017 e 2019, o músico viajou o Brasil com a exposição “A Energia da Língua Portuguesa”, além de se tornar curador musical do palco “EDP”, na Feira Literária Internacional de Paraty (FLIP). O ano de 2019 também marcou o lançamento de “Elxs Ñ Sabem a Minha Língua {...}”, um álbum musical. O trabalho contou com a participação de artistas que têm grande significado no ambiente lusófono e também conta a história da língua portuguesa com o rap como fundo, explorando o trovadorismo do século XII até o hip-hop da atualidade. O disco pode ser conferido nas principais plataformas de streaming. Um dos prêmios de sua carreira é o “RespiArte” (Funarte) com a performance da canção “Vidas em Português” e pela “Lei Aldir Blanc” (Secec-RJ) com a “Oficina Rap Lusófono”.


Assista ao clipe de “Vidas em Português” abaixo:



Recentemente, Vinicius lançou “Meu Bairro, Minha Língua”, música de sua autoria destinada ao novo acervo do Museu da Língua Portuguesa (reinaugurado em agosto de 2021, na cidade de São Paulo). A canção contou com a participação de importantes vozes lusófonas como das brasileiras Elza Soares e Linn da Quebrada, do lusocaboverdiano Dino D´Santiago e da fadista portuguesa Sara Correia. O projeto conta também com uma websérie de 8 episódios disponíveis nos canais de TV Futura, RTP África e em streaming no GloboPlay (assista AQUI).


O que é o Quintal da Língua Portuguesa?


O projeto é uma realização do Instituto de Leitura Quindim (Brasil), em parceria com o Bichinho de Conto (Portugal), Kacimbo Produção Cultural (Angola) e Associação Literária Kulemba (Moçambique). A partir de 2022 os encontros são realizados no terceiro sábado de cada mês, pela plataforma ZOOM e tem duração média de 2h30min.


Criado em 2011, no Rio de Janeiro, por um grupo de artistas, dentre eles os membros fundadores Edna Bueno, Lucília Soares, Ninfa Parreiras, Ondjaki e o presidente do Instituto Quindim, Volnei Canônica, o Quintal tem conversado e debatido sobre a relação de cada convidado com a língua portuguesa, explorando o fazer literário e a arte, indo da literatura a música.


A curadoria conta com o time original, além da portuguesa Mafalda Milhões e o moçambicano Dany Wambire. A logomarca do projeto foi criada pelo premiado ilustrador pernambucano André Neves. Os participantes recebem certificado emitido pelo Instituto de Leitura Quindim.


Conheça todos os convidados da temporada de 2021 AQUI.




LEIA TAMBÉM

ARTIGO: Volta às aulas enfrenta pandemia e corte de investimentos

BIBLIOTECA: Livros sobre os povos originários e histórias afro-brasileiras chegaram ao Instituto

LITERATURA: descubra novos títulos que chegaram à Biblioteca