Instituto Quindim promove II Seminário de Debates sobre o Dia Internacional das Mulheres

Atualizado: Mar 8


Primeira mulher negra no Congresso, Benedita da Silva é a homenageada desta edição. Crédito: PT / Divulgação

O Instituto de Leitura Quindim convida a comunidade para o evento Entre a Espada e a Rosa - II Seminário de Debates sobre o Dia Internacional das Mulheres. A programação, de 8 a 14 de março, pretende discutir assuntos pertinentes ao universo feminino, com nomes de grande representatividade no cenário político, educacional, literário, social e de gênero no Brasil e no mundo.


Nesta edição, a homenageada será a deputada federal Benedita da Silva, constituinte, primeira mulher negra no Congresso Nacional e autora da Lei Aldir Blanc. Ela estará acompanhada de outras expoentes em suas áreas, como as escritoras indígenas Graça Grauna e Eliane Potiguara, a ativista indígena Raquel Kubeo, a vereadora caxiense Denise Pessoa, a pesquisadora Roberta Regina Saldanha, as escritoras Maria Valéria Rezende, Natalia Borges Polesso e Alessandra Rech, a professora de Harvard Claudia Costin, a educadora Pilar Lacerda, a vice-prefeita de Caxias do Sul, Paula Ioris, a pesquisadora transfeminista Helana Vieira, a ilustradora Ana Thomas Terra, poeta Tom Grito e a especialista em Direitos Humanos, Gênero e Sexualidade Márcie Vieira.


“Nossa semana de homenagem às mulheres é reflexo da nossa biblioteca que possui inúmeros livros de literatura infantil e juvenil que discutem as temáticas que envolvem o universo feminino. São discussões sociais fundamentais que todo o equipamento cultural preocupado com a educação brasileira precisa abordar”, afirma o presidente do Instituto Quindim, Volnei Canônica.

Todas as mesas de conversa serão online e gratuitas, transmitidas nas redes sociais do Instituto Quindim. Se você deseja receber certificado de participação, inscreva-se CLICANDO AQUI.


Entre a Espada e a Rosa teve sua primeira edição realizada em 2020, quando a homenageada foi a escritora e artista plástica Marina Colasanti, importante personalidade que representa a luta da mulher na sociedade brasileira e que esteve na construção dos direitos da mulher inscritos na Constituição Federal de 1988.


ENTRE A ESPADA E A ROSA: Clique aqui e veja o perfil das convidadas


Os debates promovidos pelo Quindim são a celebração de uma revolução irreversível iniciada na pandemia de Covid-19, conforme avalia Maria Valéria Rezende (foto ao lado). “Esse momento mundial está comprovando que quem está sendo capaz de cuidar do mundo e da vida humana é a mulher. Após anos de supremacia masculina e branca temos o reconhecimento de uma virada na história, que vem cheia de novidades, criatividade e força lideradas por mulheres, muitas negras e indígenas, caladas durante tanto tempo”, afirma.


Confira a programação completa:

  • 08/03 (19h) - Mulher Indígena na Sociedade Contemporânea, com Graça Graúna e Eliane Potiguara. Mediação de Raquel Kubeo.

  • 09/03 (19h) - Mulher Negra nos Espaços da Política Pública, com Benedita da Silva. Mediação de Denise Pessôa.

  • 10/03 (19h) - Mulher e Literatura, com Maria Valéria Rezende e Natalia Borges Polesso. Mediação de Alessandra Rech.

  • 11/03 (19h) - Mulher e Educação, com Cláudia Costin e Pilar Lacerda. Mediação de Paula Ioris.

  • 12/03 (19h) - Mulher e Gênero, com Helena Vieira, Tom Grito e Ana Thomas Terra. Mediação de Márcie Vieira.

  • 14/03 (15h) – Leia Mulheres*, com leitura e discussão da obra A moça tecelã, de Marina Colasanti. Mediação de Roberta Regina Saldanha.

*Leia Mulheres acontece mensalmente em diversos municípios do Brasil, onde os grupos se reúnem em suas cidades para discutirem livros escritos por mulheres. Em Caxias do Sul, o projeto é mediado por Roberta Saldanha.


Leia também:

Roger Mello ilustrou personagens de “Vamp”, que estreia no Globoplay

Ilustradora brasileira está entre as vencedoras do Nami Concours, da Coreia do Sul